• Ligue : +55 (85) 4008.4109
Faça agora sua contribuiçãoR$

18
mar

0
WhatsApp Image 2020-03-16 at 15.47.51

Coronavírus: entenda a nova doença

O grande assunto que tem tomado conta da imprensa global e das redes sociais nos últimos dias é o surgimento da COVID-19, conhecida popularmente como Coronavírus. A doença é causa pelo SARS-CoV-2, vírus pertencente a família de vírus que possuem um formato de coroa, e pode causar infecção respiratória nos infectados. O novo tipo de vírus foi detectado pela primeira vez em humanos no final de 2019, na cidade de Wuhan, província do Hubei, localizada na China e já atingiu todos os cincos continentes, sendo considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) uma pandemia.

Os principais sintomas da doença são febres acima de 37º, tosses secas ou com secreção, falta de ar (dificuldade respiratória) e cansaço. Porém outros sintomas também podem se manifestar, como dores no corpo, congestionamento nasal, inflamação na garganta e diarreia. Em caso mais graves pode evoluir para pneumonia grave com insuficiência respiratória aguda, insuficiência renal, podendo levar o paciente a morte.

Atualmente o tratamento aplicado nas pessoas infectadas é dirigido aos sinais e sintomas que apresentam. Não foi desenvolvido um tratamento específico ou vacina para a doença, porém as investigações ainda estão em curso.

O coronavírus é transmitido através dos líquidos expelidos durante uma tosse ou espirro, por exemplo. Por isso, dicas de como evitar a contaminação fazem toda a diferença. Abaixo estão algumas atitudes simples que ajudar a evitar a proliferação do vírus:

Pacientes em tratamento oncológico:

  • Não interromper o tratamento, exceto por ordens médicas.
  • Evite abraços, apertos de mão e beijos. Demonstre seu carinho através de acenos e gestos.
  • Evite contato com qualquer pessoa que apresente sintomas de gripe e/ou estão em investigação de infecção do coronavírus.
  • Evite contato com pessoas que tenham chegado do exterior, estas apresentando ou não sintomas gripais.
  • Procure seu médico caso apresente febre, coriza, tosse seca e falta de ar.

 

No Hospital:

  • Evitar contato direto com o médico e a equipe de saúde. Isso vale para todas as pessoas que estejam circulando no ambiente hospitalar.
  • Evite ambientes fechados e aglomerações. O ideal é permanecer apenas o tempo necessário
  • Pacientes que irão acompanhados a centros oncológicos devem levar apenas uma pessoa e o acompanhante não pode estar com nenhum sintoma de gripe.
  • Restringir visitas hospitalares àqueles estritamente necessárias.

 

A Sociedade:

  • Lave as mãos com frequência por pelo menos 20 segundos. Use bastante sabão e água corrente e vale ainda usar o álcool em gel 70% para eliminar qualquer traço do vírus. Não esqueça de lavar os pulsos e as partes internas das unhas.
  • Evite tocar no rosto com as mãos não lavadas. Áreas da boca, nariz e olhos são mais propícias para entrada do vírus no corpo.
  • Cubra a boca e nariz na hora de tossir e espirrar. A pessoa infectada contamina através do que expele. O ideal é utilizar sempre um lenço descartável e jogá-lo no lixo logo após o uso. Se não houver um lenço, dobre o braço e espirre no cotovelo.
  • Evite aglomerações. A Organização Mundial da Saúde recomenda que seja estabelecido um limite de um metro entre as pessoas, já que esta é a distância que os líquidos expelidos em um espirro podem atingir.
  • Evite abraços, apertos de mão e beijos. Demonstre seu carinho através de acenos e gestos.
  • Se estiver doente permaneça em casa. Quando você cuida de si, também cuida de quem está ao seu redor.
  • Limpe e desinfete objetos e superfícies tocados com frequência, como computadores e celulares, por exemplo. Ao esfregar boca e olhos, sem a higienização correta, se torna mais fácil a infecção.

O Ministério da Saúde do Brasil orienta hoje, ao indivíduo que notar sintomas leves como febre e tosse seca, permanecer em casa e evitar contato com qualquer pessoa. Porém, para os casos mais graves de insuficiência renal e dificuldade respiratória aguda, o ideal é procurar um médico. É importante estar sempre atento aos pronunciamentos do Governo Federal para mais orientações de como proceder.

PRINCIPAIS SINTOMAS:

WhatsApp Image 2020-03-18 at 11.09.24

 

DICAS:

16.03 - Peter Pan_insta_2 

WhatsApp Image 2020-03-18 at 10.33.25 (1)

Assessoria de Comunicação da Associação Peter Pan